[Resenha] Walking Disaster- Belo Desastre #2


  
Série: Belo Desastre #2
Autora: Jamie McGuire 
Editora: Atria Books 
Lançamento: 02/04/2013
Páginas:  450




Fan-girling a gente vê por aqui


Como vocês já viram no título, esta resenha em especial, tem muito fan girling, então, caso você leitor, assim como eu não ficou eufórico com este livro, ou até mesmo com Belo Desastre, bem, você vai presenciar muito sentimento transcrito dessa leitura maravilhosa! 

Belo Desastre, ao ser lançado, tornou-se uma febre rapidamente, seja pela qualidade da escrita, pelos personagens, ou claro e obviamente, por vim com um gênero que até então era novidade, o "new adult", hoje, claro, ele não é novidade alguma, e vira uma ou outra resenha, é comentado o gênero. Desde então, vai-e-vem são lançados livros, buscando o mesmo feito de BD, mas sabe quando todas histórias se tornam iguais, sem nada novo? Então, essas acabaram ficando assim. Seja pela nossa acomodação de leitor sob o gênero, ou por eles serem sempre o mesmo. Mas ok, confesso, eu adoro livros assim. 


Agora, bem, preparem-se meu fan girling está para começar... 
DEUS DE TODOS OS LEITORES, que prólogo foi aquele? Emocionante, e sim, me fez chorar com a promessa feita por Trav no leito de morte de sua mãe, e sim! A partir dai, muitas coisas se encaixaram, seja o apelido de Abby, seja a personalidade de Trav, e seja a sua mania de falar palavrões a todo o tempo, está feliz, um palavrão, está triste um palavrão, está dormindo, ops palavrão. Sim gente, no sonho ele fala palavrão. Mas, nada, absolutamente NADA afeta nosso carinho pelo Travis, é ou não? Posso dizer com toda a certeza, Walking Disaster é ainda mais extasiante e cativante que BD. 

Sim, todos nós, absolutamente, todos nós que lemos seu anterior, e ao vermos que seria lançado o mesmo livro, pensamos que realmente, seria o mesmo livro, apenas pelo poNto de vista de Travis, certo? NÃO, SUPER ERRADO!

HOLY COW! 

QUE FINAL FOI AQUELE? 

Não vou dar spoiler, não adianta. 

Ok, hm, uh, Carol, recomponha-se menina, e continue sua resenha. 

Muitas coisas que foram "finalizadas" em BD, com aqueles gostinho de quero MUITO mais, desse casal desastroso-sem trocadilhos- Foi mais que bem definida, revelada e sim, devidamente finalizadas pela visão de Trav. Muitas partes foram puladas, algumas prolongadas, mas sem deixar de nos envolver nessa trama, inconsequente e irresistível!
Mas... Um aviso, se você ficou revoltada com a Abby, e seu super orgulho e seu não-posso-namorar-um-meu-pai-mais-jovem, o que era definitivamente uma tontice, até porque todos nós vimos o quão diferente era Trav de Mick, e o quanto ela estava sendo boba, uma verdadeira Lucky Thirteen, mas não no quesito de roubar a sorte, nada disso, mas de roubar a vida de Trav, porque NOSSA, NOSSA. Trav estava praticamente um zumbi ambulante, sem ela, cruzes. 

Está ok, beleza, ai você me pergunta, mas cara, ele não é um livro como qualquer outro livro jovem lançado a todo momento, início desastroso, mocinha, mocinho, menino e menina se amam, sofrem, fim. Com eles juntos. Bem, sabe a diferença? 
Abby e Travis, são personagens reais, sim, não digo como em filmes/livros -"baseados em fatos reais"- Mas sim no sentido deles terem problemas de jovens, causas de jovens, e toda aquela pressão de sair da fase jovem para adulta, todos os traumas, brigas, casos e enfim, tudo típico de jovens da idade. E um grande parabéns a Jamie, por caracterizar de forma magistral cada situação do livro, cada fala, cada ato. Sério, meus parabéns McGuire!

Você não irá se entediar, ou querer jogar o livro pela janela.. OH WAIT, se você leu em ebook assim como eu, bem, isso daria um prejuízo e tanto, é. Então, nem que fosse entediante. 
Você o lê rápido, super rápido, com a mesma rapidez que Trav derrubava seus oponentes, mas, talvez em alguns momentos, diferente dele, você acaba saindo machucada(o). Sim, você chora, claro, se você for um leitor dramático como eu. 

Bem, quem amou "BD", vai se apaixonar ainda mais por Desastre ambulante, iminente, enfim, pelo Trav 1000x mais, e pela Abby, você pode se revoltar mais com ela também. Nesse livro, você também percebe o quão forte é a amizade de Trav e América, e que linda amizade, Trent? Que irmão, e Shep? Você aprende a amar cada novo velho personagem.

Tradução livre do último quote do livro:

"Eu respirei fundo, e fechei a porta do quarto atrás de mim. Mesmo que nós tivéssemos colocado um ao outro através de um inferno, nós tínhamos encontrado o céu. Talvez fosse mais do que um par de pecadores merecia, mas eu não ia reclamar." 


Mega hiper recomendado!



POSTAGENSNOVAS POSTAGENSANTIGAS Página inicial