[Resenha] Paixão Proibida- The Dark Divine #1




"A trama envolvente, que mistura romance, suspense e mistério, entrelaça elementos do passado e do presente. Primeiro livro da trilogia sobre a família Divine - a obra leva o leitor a refletir até que ponto vale o sacrifício por um grande amor. Neste seu romance de estréia, Bree Despain resgata os tempos das Cruzadas e dos Cavaleiros Templários para compor a história de um clã amaldiçoado, que sobrevive através dos tempos em busca de salvação. Segundo a autora, Dark Divine - Paixão Proibida é uma exploração moderna sobre o filho pródigo com um toque de romance paranormal. . A ideia inicial da autora ganhou contornos ainda mais misteriosos nas figuras de Grace Divine e Daniel, dois adolescentes que se encontram na escola anos depois do sumiço misterioso do garoto durante a época de infância. Esta reaproximação irá desencadear o lado mais obscuro de Daniel, colocando o amor entre eles em xeque. A narrativa se desenvolve em torno de um terrível segredo que transformará a vida da família de Grace para sempre e ela descobre que a salvação de Daniel dependerá de um ato de sacrifício dela." 




Série: The Dark Divine 
Autora: Bree Despain 
Editora: Vergara & Riba 
Lançamento: 2011 
Páginas: 376 
ISBN: 9788576833086
















Até onde vale o sacrifício por um amor mortal? 


"Ficar longe de Daniel se tornou tão difícil quanto fugir da minha própria sombra" 

Li Paixão proibida sem altas expectativas, não digo que me decepcionei, ao contrário. Li a propósito, nem sequer havia lido sua sinopse, sabe quando você está disposta a ler, mas não sabe ou não está com muitas opções? Então, esse foi exatamente o meu caso. Porém, eu não conseguia parar de lê-lo mesmo havendo algumas discordâncias ao todo. Me confundi um pouco com a narrativa, feita por Grace, em primeira pessoa, com direito a linguagem, sensações e pensamentos de uma adolescente apaixonada. Filha do Pastor Divine, a qual pertence a uma família que para todos seria exemplar, como diria nós, uma família de comercial de margarina. 

Grace, uma jovem que guarda um grande amor de infância, pelo seu melhor amigo e de seu irmão, o mesmo que guarda um segredo mortal o qual colocará a prova o seu amor, o único, que futuramente descobrirá ser a verdadeira cura, e glória de todo vilarejo, e de seu futuro.

Quanto vale se sacrificar em prova de um amor? Isso é o que Grace, terá de descobrir, dividida entre seguir seu irmão, Jude, ou seu amor Daniel Kalbi. 
Bree Despain soube dosar muito bem, um enredo simples, casual e comum com personagens diretos, jovens imperfeitos, sem todo aquele estereótipo de "queridinha" e "príncipe" que estamos acostumados a ver, mesmo sendo o tipo de livro clichê que estamos acostumados, confuso, não? 

Onde uma família, a qual é visada como perfeita, vive em conflitos com seus próprios segredos e promessas. Mas, não é verdade Senhora Grace, que segredos não existem? E que uma promessa nunca, sob hipótese alguma deve ser quebrada? 


"O problema é que, assim que você faz a promessa, é claro que será quebrada. É como uma regra cósmica que ninguém comenta. [...] ninguém deveria ter o direito de pedir que se cumpra uma promessa."

Como havia dito, li sem expectativas e sem saber do enredo, MAS, me surpreendi bastante ao longo do livro, uma hora você levanta um suspeito, outro momento, levanta mais algum improvável, o qual termina sendo mais um, ainda mais improvável. 
Com inúmeros mistérios, desejos proibidos, uma paixão que não poderia existir. Uma religiosa convicta, um filho prodígio, uma mãe exemplar e um pastor, que como descrito, seria um anjo, em forma humana. Quem dirá que nessa família, pode se esconder tantos mistérios sobre o bem e o mal?

Pois é, aqui pode. 

E Bree, conta isso de maneira leve, simples e muito rápida. Li muito rápido, mais devido minha curiosidade claro, mas também pela maneira sem rodeios, que a autora evidencia os fatos. 

Quando a verdade acaba sendo ainda mais devastadora que Grace imagina, e que os segredos a afetam mais do que pensava, ela se em um fogo cruzado, onde deverá escolher seu lado.

"Mas então não seria eu quem iria para o inferno?"

Amei o livro pela forma de como os personagens foram criados, mesmo sendo um livro sobrenatural, foram reais, entendem? 

Uma jovem que mesmo em uma família altruísta, com irmãos perfeitos, e uma paixão proibida, sente medos, sente-se insegura, onde apesar de suas escolhas algumas vezes egoístas, aprende com seus erros, e neles vê e encara suas consequências. 
Enfim, a capa, eu gostei bastante da original, que mesmo sendo MUITO, parecida, se não cópia, das de "A Mediadora", me agradaram mais. Mas a edição estava muito boa, não encontrei muitos erros, no início algumas "falhinhas" aqui e acolá, mas que de maneira alguma afetam a narrativa. 

Recomendado, boa leitura :) 




Image and video hosting by TinyPic
POSTAGENSNOVAS POSTAGENSANTIGAS Página inicial