[Resenha Nacional] As Flores do Ruanda- Adelson Correia



De 06 de abril a 10 de julho de 1994 ocorreu em um pequeno país centro-africano chamado Ruanda uma matança indiscriminada de milhares de indivíduos da etnia tutsi perpetrada pelos hutus com os quais convivem. As Flores do Ruanda é um romance que relata a épica jornada de um ano de duração de uma médica americana, Dra. Isabelle, inserida em um contexto hostil de guerra civil a serviço da Cruz Vermelha Internacional. O seu contato com os pigmeus africanos denominados twas nos apresenta este povo sofrido que, sem ao menos perceber as razões da matança generalizada, foi impiedosamente chacinado. Expulsos do Ruanda pelos hutus, os tutsis se organizam no exílio do Uganda e fundam a Frente Patriótica Ruandesa, grupo guerrilheiro armado que invade o país a partir do Norte, em busca da retomada do poder político central. Este esforço demanda intensas contendas e batalhas sangrentas, motivando a retaliação hutu por meio do genocídio ruandês, que visou o extermínio da etnia opositora.


Livro: As Flores do Ruanda
Autor: Adelson Correia da Costa
Editora: Livro Pronto
Páginas: 427
Lançamento: 2011

 ISBN: 9788578692339 





 Uma narrativa fictícia sobre fatos reais, de tirar o fôlego! 


Intenso. 

Esse é sem dúvidas o adjetivo perfeito para definir "As Flores do Ruanda", Adelson conseguiu unir a realidade, no caso, o genocídio Ruandês de 1994, onde milhares de Tutsis sofreram da maldade e ódio de Hutus, ocorrendo uma chacina horrível, com uma história fictícia guiada por uma Dra. da Cruz Vermelha, que nos faz refletir, até onde a maldade humana pode chegar? 

Seria ela contribuída pela ignorância de seu povo? 

Dra. Isabelle, nos leva para dentro desta narrativa impressionante, sim, impressionante, ao reler cada trecho e pesquisar sobre o tema, me aprofundando na história, sentia que cada vez mais aquilo era real. E que por mais dura que fosse a realidade, tudo aquilo ocorreu, na surdina do mundo. Isto é, a maledicência de meros homens sobre outros, alimentados pelo ódio ao longo dos anos, gerando uma carnificina terrível, manchando todo aquele país com o sangue de sua própria nação. 

POSTAGENSNOVAS POSTAGENSANTIGAS Página inicial